Saiba como tomar cuidado com a alimentação fora de casa e evite doenças neste verão

0

Escrito por Combinandinho | arquivado em Comportamento, Cotidiano, Cuidados, Saúde | publicado em 14-01-2011

Nos primeiros meses do ano, é registrado grande número de doenças por conta da ingestão de alimentos contaminados. Sobretudo no verão, com a chegada das férias e o aumento do calor, a tendência é que as pessoas recorram às refeições fora do lar, em restaurantes e bares. O fato é que, em muitos casos, esses estabelecimentos não possuem técnicas e equipamentos adequados de conservação da comida.

Por isso, os consumidores devem ficar atentos a alguns cuidados:

1. Observe a higiene do local – Para evitar problemas causados por alimentos contaminados ou mal-conservados, o primeiro passo é observar a higiene do restaurante e as condições em que são servidos os alimentos. Segundo Francisco de Paula, do Controle de Qualidade (CQ) da Cozil, empresa referência em cozinhas profissionais, um exemplo é a apresentação de saladas nos estabelecimentos comerciais, principalmente em self-services. “As saladas com caldo e que contêm maionese precisam de refrigeração, o que muitos restaurantes não fazem. A maioria coloca em temperatura ambiente e imediatamente serve-as”, afirma.

2. Escolha bem onde comer – Por conta da pressa, muitas pessoas recorrem a estabelecimentos que oferecem comida preparada rapidamente. Em muitos deles, há descuido tanto na apresentação dos alimentos quanto no uso de equipamentos adequados. Por isso, a dica é optar por restaurantes que possuam certificado de fiscalização e que recebam orientação de nutricionistas.

3. Fique atento aos equipamentos utilizados – De acordo com Francisco, responsável por cuidar da qualidade dos equipamentos oferecidos a diversos estabelecimentos comerciais, ainda é comum que locais utilizem a refrigeração estática, como a encontrada em geladeiras comuns. Para ele, os equipamentos mais indicados são os que trabalham com a refrigeração de ar forçado. “Um bolo, para ser melhor conservado, deve ser colocado em um equipamento como esse”, exemplifica.

4. Fuja dos alimentos com maionese – Outra dica é evitar o consumo de massas e refeições produzidas com maionese, principais causadores de intoxicação alimentar. Tanto esses tipos de alimentos, quanto os lanches naturais, segundo o especialista da Cozil, devem ser conservados a temperaturas que variam de 2º a 6º, consideradas “temperaturas gerais” nas cozinhas industriais.

5. Conheça as várias condições de conservação – A carne, por exemplo, é mais uma causadora de doenças alimentares e precisa estar a uma temperatura que varia de 0º a 4º. Muitos estabelecimentos ignoram isso e mantêm salgados que contém carne em espaços com temperatura ambiente. Na hora de oferecer ao consumidor, os vendedores simplesmente esquentam os alimentos em equipamentos como micro-ondas. Segundo Francisco, a atitude é incorreta, já que produtos gordurosos e fritos precisam ser esquentados a uma temperatura que varia de 80º a 90º para depois serem consumidos.

Blog Widget by LinkWithin

Deixe um comentario!