Queda de Cabelo: Alimente-se Bem!

1

Escrito por Combinandinho | arquivado em Cotidiano | publicado em 16-07-2009

cabelo_calvicie1
Os pêlos e cabelos sofrem as conseqüências de uma alimentação inadequada. Os cabelos apresentam um elevado teor de proteínas em sua composição, assim como bons níveis de minerais (como o zinco, ferro, cálcio e etc.), sendo estes essenciais para a arquitetura dos fios.

cabelos-8603

Vitaminas (como a biotina, a vitamina C, E, pantenol e etc.) participam no processo de formação dos fios e sua ausência nas células da raiz pode acarretar em problemas de formação da estrutura capilar.
Uma alimentação baseada no estilo de vida ocidental, pobre em proteínas, minerais, vitaminas; e rica em carboidratos e gorduras; é um mal que de alguma forma aflige os cabelos, deixando os fios frágeis, quebradiços, sem brilho, elástico e causando a queda.

De acordo com os tricologistas (médicos especialistas em cabelos), corrigir os hábitos alimentares foi a solução para muitos pacientes com problemas de queda capilares. Fazendo uma dieta correta a base de suplementos de proteínas, minerais e vitaminas que podem ser encontrados em farmácias e casas especializadas em nutrição, contribuíram efetivamente nesses tratamentos.

Porém existem hábitos que parecem ser saudáveis, como por exemplo, a alimentação baseada em vegetais, que fazem com que os cabelos fiquem fracos, devido ao consumo exagerado de proteínas, excedendo o que os cabelos precisam pra ficarem saudáveis e assim acarretando maior tempo na recuperação dos fios.

Por isso é extremamente importante valorizar a alimentação para a qualidade dos fios de cabelo e na prevenção e tratamento da queda capilar. O fast-food é o verdadeiro vilão em nosso dia-a-dia, pois não favorece a saúde do organismo, causando quedas e perda da qualidade dos cabelos.

Para quem está passando por esse tipo de problema, o ideal é procurar um dermatologista ou tricologista que indicará o melhor tratamento para cada caso. Eles podem orientar como deve ser a alimentação para suprir as deficiências de nutrientes e ajudar na recuperação dos cabelos.

Segundo a Dra. Daniela Bornea, Farmacêutica e Bioquímica formada pela USP e Diretora Técnica da Madarrô Cosméticos, “alopecia, conhecida popularmente como calvície, significa ausência ou diminuição dos pêlos”, e pode ser classificada como:
• Androgenética: a mais comum entre as alopecias, está relacionada a fatores genéticos, distúrbios hormonais ou pós-parto, estresse e processos infecciosos. Ocorre nos dois sexos.
• Areata: acredita-se que este tipo de alopecia seja causado por motivos emocionais e auto-imunes, e a aplicação tópica de esteróides pode ser usada como opção de tratamento.
• Alopecia induzida: causada por estresse.
• Tração: Este tipo de alopecia é causada com a constante tração intensa em penteados, como as famosas trancinhas afro e rabos de cavalo. Inicialmente é tratável, mas pode se tornar irreversível.
• Quimioterapia: também pode causar alopecia, porém temporária. O novo cabelo pode apresentar formato, volume e cores diferentes.

Blog Widget by LinkWithin

Comentarios (1)

Olá, preciso saber se a queda excessiva dos meus cabelos pode ser consequencia de uma doença ginecologica que tive, (candida) e tambem por uso continuo de sulfato de salbutamol? Por favor eu não aguento mais perder cabelos! Grata.

Deixe um comentario!