Boas maneiras, com “Catiguria”

1

Escrito por Combinandinho | arquivado em Comportamento | publicado em 03-09-2007

“Catiguria”Como diz uma das personagens da novela Paraíso Tropical, a Bebel (interpretada por Camila Pitanga), “Tem que ter catiguria”…

Algumas regras básicas que são ensinadas por nossos pais e avós quando ainda somos crianças, que se tornam hábitos que futuramente podem evitar algumas situações contrangedoras.

Coletivo

Ceder o lugar às pessoas idosas ou mulheres com criança de colo nos coletivos que tomamos na vida – Coisa rara de se ver hoje em dia. Quando eu era criança, estava em um ónibus no centro da cidade de São Paulo com meus pais que pagaram a passagem e já tinham passado a “catraca” e me deixaram na parte da frente do bus, sei lá porque. Como eu não entendia ou não percebi que estava sentada em um daqueles lugares para passageiros especiais, estava lá toda tranquila admirando a paisagem como toda criança empolgada com a vista desconhecida, quando de repente uma senhora que embarcou no ônibus, veio em minha direção gritando e abrindo os braços para eu sair do lugar dela e dizendo que eu não tinha educação e começou a xingar o cobrador por eu estar alí.
Conclusão: Depois de ter ficado vermelha como pimentão vermelho, (eu não esquecerei da cena nunca), desse dia em diante eu jamais me sento nos lugares sinalizados como preferencias.

Não comer ou beber no ônibus – Isso é complicado quando estamos com muita fome. Só que no caso de um lanche ou algum outro tipo de comida e bebida que além de sujar toda a sua roupa, o banco e o chão, pode fazer com que depois de alguns quilômetros e “chacoalhões” podem provocar um enjôo e até mesmo fazer você chamar o “Juca”. Agora uma balinha, chiclê ou chocolate eu não vejo problemas.

Cuidar da higiene – Isso porque nunca se sabe se você conseguirá um lugar e vai precisar ficar em pé e ter que segurar naqueles “ferros” do bus ou do trem. Pode ter certeza que você vai precisar levantar os braços e aí…

Deixar o celular no silencioso ou vibracall – Impossível ver isso hoje em dia. Parece que todos querem mostrar suas “campainhas originais” e aí que o volume dos celulares são programados no último mesmo.

No bus ou em filas de bancos e demais lugares públicos, evite conversas – Há pessoas estranhas e nunca se sabe se elas podem conhecer o “assunto da vez”. Essa eu gostei e pude presenciar hoje mesmo!
Estava na espera em uma fila gigante no banco quando uma moça que está grávida e que trabalha na mesma empresa que eu, passou pela porta giratória e já foi lá no guichê preferencial. Já ouvi comentários na empresa que essa moça anda de um jeito estranho depois que assumiu sua gravidez, como se estivesse doente e “anda se arrastando”.
Mas enfim, uma senhora que estava na fila puxou assunto com a moça da frente dela e começou a “descer a lenha” na menina, criticando o jeito dela se portar como grávida.
Eu me segurei pra não dar uma gargalhada. Pensei comigo, eu falo ou não para a senhora que eu conheço a moça? Só para ver a reação da senhora. Mas não fiz. Olha só como são as coisas? Minha mãe contou que certa vez em um banco, uma mulher começou a “perder a catiguria” porque um “tiozinho” tava furando a fila e se aproveitando dos cabelos grisalhos que tinha pra passar à frente dos outros, mais ou menos assim… Dái minha mãe virou pra mulher e disse: – Ele é meu marido e já aguardou na fila anteriormente e que ela estava alí com autorização do funcionário do banco. Imagina só a cara que a mulher deve ter feito (risos)?

Outras dicas também interessantes para festas – Não exceder em comida e bebida, esquecer aquela “mania” de querer levar um pratinho pra casa, mesmo contribuindo para o evento. Deixar para o final a divisão de tudo por todos, depois que todos já foram servidos.
Mesmo entre pessoas íntimas, manter a compostura e evitar a exposição pública de beijos e amassos, sempre tem crianças e idosos olhando. Carinhos ousados só em lugares mais discretos. Não levar amigos sem avisar e que não vão contribuir com o evento.

Dependendo da situação, futuramente renderá boas gargalhadas.

Blog Widget by LinkWithin

Comentarios (1)

Olá tudo bem?
Estou precisando de um vídeo onde tenha a Bebel (Camila Pitanga) dizendo essa frase, Tem que ter catiguria, será vc consegiria me ajudar.
Muito orbigada.

Deixe um comentario!